Início > Música > A creature I don’t know

A creature I don’t know

setembro 21, 2011 12:16 am Deixe um comentário Go to comments

A mocinha inglesa acaba de lançar seu terceiro — e melhor — disco, A creature I don’t know (4/5). Bem diferente dos anteriores, Alas I cannot swim (2008) e I speak because I can (2010), o novo parece menos inocente, menos raivoso — sim, maduro é um clichê inevitável –, mas ainda guarda uma docilidade meio ferida, uma fragilidade meio espinhosa.

Laurinha tem 21 anos, mas antecipa a angústia, o desencanto dos 30. Aliás, 2011 tem sido um ano de discos de mocinhas oprimidas, ansiosas, nervosas, dilaceradas: St. Vincent e seu Strange mercy, Eleanor Friedberger/Last summer, Meg Baird/Seasons on earth. As vozes arranhadas, os medos particulares de Joan Baez (Girl of constant sorrow vem a calhar) e Joni Mitchell (Blue, sempre Blue) andam atormentando as indies por aí.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: