Início > Música > Tormento

Tormento

Até o começo de 2011, minha relação com o R.E.M. era tímida, acanhada: conhecia alguns hits e, principalmente, tinha na memória flashes de alguns clipes (Animal, Bad day… e Shiny happy people, claro). Mas, desde janeiro, não sai dos meus ouvidos: consumi a discografia completa dos caras em um mês e meio, mais ou menos. Antes, só tinha escutado Automatic for the people, que acho muito bonito: chegou a contribuir bastante nos dias mais melancólicos do primeiro semestre do ano passado, quando o Radiohead foi, por algumas semanas, substituído por folk, rock acústico e afins.

A última parada foi neste recente Collapse into now. E…

[10 dias depois]

E eu comecei esse texto com a intenção de escrever umas besteiras sobre o disco — que não achei tão ruim ou mediano assim. Daí esqueci tudo e, além do mais, estou preso a essa venenosa Strange currencies, minha favorita deles. Quero só reproduzir uns versinhos devastadores aqui. “These words, you will be mine / These words, they haunt me, hunt me down, catch in my  throat, make me pray / Say, love’s confined, oh.”

Sim, o dia inteiro, o tempo inteiro.

Anúncios
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: